sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Moai promeve Retrospectiva do Samba com 16 atrações

Nesta sexta (30), a partir das 21h, no Moai Restobar, localizado na Avenida do Turismo, 5825, Tarumã, acontece a Retrospectiva do Samba, com a participação das 16 bandas que marcaram presença na casa em 2016. Serão quase 10 horas de muita animação. Durante os intervalos, o comando fica por conta da DJ Layla Abreu.
Os grupos Vem K Sambar, Intuisamba, Joia Rara, Samba Kiss, Ases do Pagode, Loka Tentação, Freelance, D’lírios do Samba e Grupo Segredo se encontram no palco para tocar o melhor do samba e pagode. Os cantores Gui, Dudu Peccado, Jeffinho Cuka, Gil Andrade, Bruno Mocidade, Ângelo Márcio e a cantora Vanessa Auzier também estarão presentes e prometem não deixar ninguém parado.

Grupo Vem K Sambar é um dos convidados da noite


A casa dispõe de Lista Vip nas redes sociais e me até 23h  mulheres com nomes na lista, não pagam.  Homens pagam apenas R$10. Após esse horário, os ingressos custam R$20, preço único. Maiores informações:99135-5703. 

quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Arrecadação do Amazonas deve fechar 2016 com queda de 5%

A arrecadação tributária do Amazonas deverá fechar 2016 com uma queda de 5% em relação ao ano passado. Neste ano, o valor arrecadado será de, aproximadamente, R$ 7,7 bilhões, ou seja, quase R$ 400 milhões a menos do que foi arrecadado em 2015, quando o Estado, com R$ 8,1 bilhões.
De acordo com a chefe do Departamento de Arrecadação da Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), Karen Monteiro, um dos principais motivos para a queda de arrecadação é a sonegação fiscal.

A Sefaz informou que o Estado, também, perdeu R$ 1,2 bilhão, aproximadamente, do volume de recursos que crescia de um ano para o outro antes da crise econômica nacional, que afetou o principal modelo econômico do Estado, a Zona Franca de Manaus (ZFM).
De acordo com o coordenador de campanha Nota Fiscal Amazonense (NFA), Augusto Bernardo Cecílio, a queda na arrecadação estadual só não foi maior por conta da campanha do programa de educação de cidadania fiscal realizada no Amazonas, pela secretaria de Fazenda por meio da NFA.
Augusto informou ainda que a campanha, com apenas 15 meses, teve um incremento de 26% no número de notas emitidas e 21% a mais nos valores declarados nas notas fiscais. Mais de 9 mil empresas se regularizaram após a campanha e passaram a emitir a NFe e a NFCe.
“Essa regularização, que combateu a concorrência desleal, representou um ingresso de R$ 19 milhões de ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) aos cofres públicos em 2015”, disse.
Antes da campanha NFA, a Sefaz registrava, em média, 20 denúncias por mês. Passados 15 meses, 5 mil denúncias foram formalizadas, informou o coordenador. Augusto disse ainda que a Sefaz pode acompanhar o processo utilizando recursos da campanha, tais como notas fiscais emitidas em contingência e que nunca são transmitidas à Sefaz, notas emitidas e canceladas logo a seguir, preço final dos produtos, empresas que não emitem documentos fiscais e empresas sem inscrição estadual descobertas com as denúncias.
Sonegação
Sobre sonegação fiscal, a Sefaz informou que não existe um número fechado de quanto gera de prejuízos ao Estado, mas que, neste ano, a Sefaz Amazonas ampliou os controles de combate a esse crime tributário. A implantação de forma pioneira da NFC-e no Amazonas, que serviu e serve de exemplos para o restante do Brasil, com sua consolidação em 2016, foi uma dessas medidas que aprimoraram o combate à sonegação fiscal, informou a secretaria.
O próximo sorteio especial da campanha NFA será realizado no programa AGORA, da TV EM TEMPO, no dia 10 de janeiro de 2017.

Henderson Martins
Jornal EM TEMPO

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Muito samba e pagode no Natal do Pagode do Coronel


Nesta sexta (23), a partir das 20h30, acontece o “Natal do Pagode do Coronel”. A casa localizada na Avenida Japurá, 676, Centro de Manaus, abre suas portas e promove mais uma roda de samba pra lá de especial. Ainda no clima natalino, haverá sorteio de brindes feito pelo próprio Papai Noel.  
Iniciando a festa, o Grupo Segredo apresentará um set list, bem animado. Quem também vai agitar o Natal do “Coronel”, é o grupo Ases do Pagode.  Formado por Jorjão Pampolha e outros sete músicos, o grupo que tem 29 anos de existência e é referência em Manaus, fará um repertório com muito samba, pagode e carnaval. Finalizando a festa o cantor Gui e a banda Menos 10, prometem seguir o ritmo e não deixar ninguém parado.
Cantor Gui e banda promete não deixar ninguém parado

Um dos organizadores do evento, Onércio Torres, afirma que a roda de samba será uma ótima opção de diversão. “Pensando nessa galera que sempre frequenta a nossa casa, escolhemos três atrações de primeira, que farão o público se divertir por mais de oito horas de festa”, ressaltou.

Os nomes na lista vip nas redes sociais da casa custam apenas R$ 10 até às 23h. Após esse horário passam a custar R$20 preço único. Maiores informações pelos telefones 99135-5703 e 99165-3111.

Grupo Peccado retorna aos palcos nesta sexta no Moai

Dez anos após anunciar o fim da banda, o Grupo Peccado anunciou que está de volta à ativa, nesta sexta (23), a partir das 21h, no Moai Restobar, localizado na Avenida do Turismo, ao lado do Expresso Tarumã. O reencontro promete uma viagem ao som de Sorriso Maroto, Art Popular, Revelação, Jeito Moleque, Raça Negra, SPC e outros.

Após 10 anos parado, Grupo Peccado está de volta 

De acordo com o vocalista Eduardo Santos, o Dudu, a ideia é fazer apenas uma apresentação para reviver os velhos tempos. “ Quase todos integrantes da formação inicial farão parte da nova fase do grupo e temos em mente fazer uma retrospectiva a cada três meses”, disse.

Os ingressos custam R$ 30. Mulheres com nomes na Lista VIP disponível nas redes sociais do Moai Restobar, pagam apenas R$20 a noite toda. Maiores informações: 98117-2827.

Acumulado das chuvas deste mês em Manaus está acima da média para o período

De 1º de dezembro até o dia 22 o acumulado mensal de chuvas para este mês estava em 311,5 milímetros, bem acima da média para o período em Manaus, segundo informações do 1° Distrito de Meteorologia para o Amazonas, Acre e Roraima (Inmet AM/AC/RR).
Para o mês, o volume de chuva considerado normal pelos meteorologistas é entre 179 e 259 milímetros. “Como o limite superior já foi ultrapassado, e ainda temos mais 9 dias para o término do mês, podemos afirmar que as chuvas ficarão com volumes acima da média”, comentou o meteorologista Gustavo Ribeiro, do Inmet Am/AC/RR. Em Manaus, as chuvas consideradas normais, respectivamente ficam entre setembro (43 e 83mm (este ano choveu 111,7mm, sendo classificado como acima da média)), outubro (75 e 134mm (este ano choveu 152,2mm sendo classificado como ligeiramente acima da média)), novembro (124 e 207mm), dezembro (179 e 259mm) e janeiro (235 e 313mm).
Para se ter ideia da dimensão do acumulado de chuvas de dezembro até agora, de 1º ao dia 16 choveu 159,5mm, o que, até aquele período, era considerado ligeiramente acima da média.
Anteriormente, o prognóstico climático para o trimestre novembro/dezembro/janeiro indicava chuvas e temperaturas dentro da média para o período.
 
CPRM

Segundo o último Boletim de Monitoramento Hidrológico divulgado pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) no dia 16 deste mês, de número 47, dados apurados junto ao Center for Ocean Land Atmosphere Studies (Cola) mostravam que o prognóstico de precipitação, para o período de 14 a 22 de dezembro, sugeria que intensos volumes de precipitação poderiam ocorrer sobre grande parte da Amazônia Legal, como também nos Estados do Maranhão, Mato Grosso e Tocantins.
“Tais acumulados podem ser favorecidos pela penetração de sistemas frontais no Sul e no Sudeste brasileiro, organizando a convecção na Amazônia, e também pela maior proximidade da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT). Para o período de 22 a 30 de dezembro de 2016, o modelo permanece indicando grandes volumes de precipitação para toda Amazônia, com exceção apenas do Estado do Amapá. Também são esperados grandes volumes de chuva para os países vizinhos, tais como: Bolívia, Peru, Colômbia e Venezuela”, informa texto do boletim do CPRM.
 
Vésperas de Natal e ano

Em Manaus, a previsão do 1° Distrito de Meteorologia para o Amazonas, Acre e Roraima para o dia 24, véspera de Natal, é de tempo instável de céu variando de parcialmente nublado com período de nublado com chuva em áreas isoladas. A temperatura mínima deve ficar entre os 23 e 25°C e a máxima entre os 30 e 32°C. Com ventos de calmos e fracos de direção nordeste. O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais/ (CPTEC/Inpe) indica que a possibilidade de chuva é de 90% para este dia.
Para a noite de 31, véspera de ano novo, a mínima deve ficar entre 24 graus e a máxima em 29ºC, com alguns aguaceiros e trovoadas e probabilidade de chuvas em 73%, informa o CPTEC/Inpe.
Balanços da Defesa Civil local
O último balanço  das fortes chuvas ocorridas entre anteontem e ontem divulgado pela  Defesa Civil do Município, até o fechamento desta edição, registrava um total de seis ocorrências. O horário compreendido era entre às 18h de quarta-feira, 21, até às 8h20 de quinta, 22. De acordo com o órgão, os pluviômetros registraram, até aquele momento, uma média de 22,2 milímetros de chuva na região urbana da cidade.
O balanço mostrava  o desabamento de um muro sobre casa na avenida Israel, 74, Jesus Me Deu, e na rua Leão de Judá, 400, Jesus Me Deu; uma alagação na rua Jasmim do Cabo, 134, Parque Riachuelo 2; o desabamento de um muro  na rua Comandante Theóphilo dos Santos, 320 - Bairro da Paz e; os deslizamentos de barrancos na rua Afonso Pena, 652, Praça 14 de Janeiro, e rua 22/25 do Alfredo Nascimento.
Até a tarde da última quarta, a Defesa Civil do Município atendeu 18 ocorrências após a forte chuva registradas pelo telefone 199. Entre as mais graves estava o desabamento de uma casa de madeira na rua Luiz Antony, no Centro.
Situação das calhas dos rios
O Boletim de Monitoramento Hidrológico divulgado pelo Serviço Geológico do Brasil (CPRM) no último dia 16 mostrou as condições das calhas dos rios amazônicos neste período de cheia.
No último dia 16, uma sexta-feira, o boletim exibia que, no Porto de Manaus, o rio Negro seguiu três dias parado na cota de 17,20m e subiu 1cm. Ontem, o nível era de 17m60, com o rio enchendo 18 centímetros, bem diferente dos 13 primeiros dias quando era acentuada, e anormal, a vazante. Na bacia do Negro, as estações monitoradas comprovam processo de vazante regular.

Na bacia do Purus, os  rios Acre e Purus estão em processo de enchente, com cotas abaixo das médias para o período. Na bacia do Branco, há processo de vazante apresentando níveis próximos aos mínimos históricos para época.
Na do Solimões, os  níveis seguem subindo nas estações de Tabatinga e Fonte Boa. No baixo curso, em Manacapuru, o comportamento do Solimões já indica o fim na da vazante nesse trecho, bem como a bacia do Amazonas.
Em Parintins o Rio Amazonas encontra-se em subida.  Na Bacia do Madeira, em Humaitá, o rio Madeira segue em processo de enchente com cotas abaixo das médias para época. 
Os níveis d’água podem eventualmente ser alterados em função de verificações “in loco” realizadas pelos técnicos em hidrologia que operam a rede hidrometeorológica. Nessas ocasiões, são executados trabalhos de manutenção das estações, bem como o nivelamento das réguas.

Em números
311,5
É o número de milímetros acumulado até agora em face das fortes chuvas dos últimos dias (entre 1º e 22 de dezembro), estando acima da média para o período, que é entre 179mm e 259mm. A previsão é que a véspera de Natal (24) e de Ano Novo (31) tenha possibilidade de chuvas de 90% e 73%, respectivamente.
Fonte: A crítica

quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Brasileiros estimam inflação de 9,1% para os próximos 12 meses, diz FGV

Os consumidores brasileiros acreditam que os próximos 12 meses acumularão uma taxa de inflação de 9,1%, segundo levantamento de dezembro da Fundação Getulio Vargas (FGV).
Esse é o segundo mês consecutivo em que o resultado fica estatisticamente estável, já que a estimativa de novembro apontava para uma taxa de 9,2%, segundos os consumidores.
Em dezembro do ano passado, a taxa havia ficado em 11%, segundo a FGV.
Entre as faixas de renda pesquisadas, a expectativa de inflação aumentou apenas para aqueles com renda entre R$ 2.100 e R$ 4.800, ao passar de 9,3% para 9,8%. Nas outras três faixas de renda (menos de R$ 2.800, entre R$ 4.800 e R$ 9.600 e acima de R$ 9.600), a expectativa caiu.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Governo Temer 'repagina' Pronatec e anuncia R$ 850 milhões para Novo Ensino Médio

Na tentativa de criar uma agenda positiva nos últimos dias do ano, o presidente Michel Temer anunciou, nesta terça-feira (20), a liberação de R$ 850 milhões para ações na área do ensino médio prevista no âmbito do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). 
Os recursos serão divididos entre o novo programa Médiotec e o programa de Fomento à Escola em Tempo Integral. O primeiro receberá R$ 700 milhões e o segundo, R$ 150 milhões.
"A educação tem sido prioridade no nosso governo. Trabalhamos para melhorar a educação com O mesmo sentido de urgência que adotamos com medidas para recuperar a economia. Elas caminham juntos. Em quatro meses de governo já propusemos a Reforma de Ensino Médio, medida que era discutida havia anos. E instituímos também a política de fomento de escola de ensino integral", afirmou Temer no ato realizado no Palácio do Planalto. "Os recursos hoje liberados têm por objetivo tirar do papel o ensino técnico e as escolas de tempo integral."
Durante o discurso, realizado para uma plateia integrada pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, parlamentares, governadores e representantes do setor, Temer voltou a afirmar que a Emenda Constitucional que estabelece o teto dos gastos públicos em 2017, não atingirá as áreas da Educação e Saúde. "Nós já fizemos (os cálculos) com base no teto e lá (no Orçamento da União de 2017) o que se verifica é um aumento da verba da educação e da saúde", ressaltou.
Com a palavra, o ministro Mendonça Filho explicou qual é objetivo do governo ao "repaginar" o Pronatec, programa criado pelo governo do PT. Segundo o ministro, inicialmente serão ofertadas 82 mil vagas.
"O governo do presidente Temer está repassando a partir de hoje R$ 700 milhões para Estados que têm na secretaria de educação áreas de atuação na formação técnica formalizante. Inicialmente são 18 Estados e o DF que serão beneficiados pelas suas redes estaduais. Há 82 mil vagas em 2017 para jovens da rede pública. E em janeiro outra ação será lançada para ampliação das ofertas de vagas juntos às instituições privadas de formação técnica e também sistema S", ressaltou.
Em relação ao Programa Escola em Tempo Integral, a ideia do governo é realizá-lo em duas etapas: no 1 edital foram disponibilizadas 263 mil matrículas e no 2 edital, serão 257 mil. Na ocasião, serão disponibilizados R$ 150 milhões aos Estados, de um investimento previsto pelo governo federal de R$ 1,5 bilhão, criando 50 mil novas vagas de tempo integral a serem implantadas pelos Estados no próximos anos.

segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Delações de executivos da Odebrecht devem ser julgadas em janeiro no STF

A Procuradoria-Geral da República entregou nesta segunda-feira (19) ao Supremo Tribunal Federal (STF) a documentação referente aos acordos de delação de executivos da empreiteira Odebrecht no âmbito da operação Lava Jato. O ministro Teori Zavascki vai começar a analisar o material em janeiro, informou o STF.
No total, 77 executivos e ex-executivos da empreiteira firmaram acordos de delação com os procuradores da Lava Jato, e agora cabe a Teori, relator dos processos decorrentes da operação, decidir se vai homologar ou rejeitar cada um dos acordos.
O ministro Teori Zavascki disse a jornalistas que ainda não examinou o material que veio da PGR e assegurou que seu trabalho está “em dia”. “Eu não examinei ainda esse material que veio. Vou examiná-lo, mas vamos seguir aquilo que a lei manda”, disse o ministro a repórteres no Supremo.
“Eu tenho em torno de 100 inquéritos sobre matéria penal no meu gabinete e eu não tenho nada atrasado. Essa fase de investigação é uma fase que depende muito mais do Ministério Público e da polícia do que do juiz”, disse. “É claro que eu tenho um volume grande de trabalho, especialmente quando vêm as denúncias e eventualmente quando vêm pedidos de medidas cautelares etc. Mas o meu trabalho está em dia”, acrescentou.
A Odebrecht assinou no início de dezembro um acordo de leniência com a força-tarefa da Lava Jato, no qual aceitou pagar multa de 6,7 bilhões de reais. O ex-presidente da empresa Marcelo Odebrecht, preso em Curitiba e já condenado a 19 anos de prisão em ação penal da Lava Jato, está entre os executivos que prestou depoimentos.
A delação da Odebrecht, maior empreiteira da América Latina, tem sido apontada como uma das mais aguardadas da Lava Jato e a que tem maior potencial de provocar abalos ainda maiores no cenário político. Nas investigações da Lava Jato, a Polícia Federal e o Ministério Público Federal encontraram uma planilha que, afirmam, indica pagamentos feitos pela empreiteira a políticos de vários partidos.
Vazamentos de uma das delações, do ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Claudio Melo Filho, citaram recursos repassados a líderes peemedebistas, incluindo o presidente Michel Temer.
Além de Temer, foram citados o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, o secretário do Programa de Parcerias de Investimento, Moreira Franco, o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira (CE), o presidente da Casa, Renan Calheiros (AL), e o líder do governo no Congresso, Romero Jucá (RR), além de políticos de outros partidos, como o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Os políticos negaram qualquer irregularidade.

Segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo desta segunda-feira, a Odebrecht também teria afirmado em delação que a chapa da presidente cassada Dilma Rousseff e do presidente Michel Temer recebeu cerca de 30 milhões de reais em caixa 2 da empreiteira na campanha de 2014. Procurada, a Odebrecht disse que não se manifesta sobre o tema, mas reafirmou o “compromisso de colaborar com a Justiça”.

domingo, 18 de dezembro de 2016

Vanessa Auzier cumpre agenda extensa neste final de semana

Após lançar carreira solo, a cantora Vanessa Auzier vem conquistando sucesso e reconhecimento do público amazonense e cumpre uma extensa agenda de apresentações nas melhores casas noturnas. Conhecida entre os fãs do samba e pagode, Auzier iniciou sua carreira em barzinhos e já tocou em bandas de pagode como Frenesi  e Nossa Amizade e de lá pra cá não parou mais.
Para Vanessa, o projeto é a realização de um sonho. A cantora afirmou que a formação da banda tem a sua marca. "Quase todo mundo sonha em fazer um projeto só seu e a ideia é preparar algo que o público goste e bem parecido comigo", contou.
Vanessa Auzier compre agenda extensa no final de semana
O show que sempre conta com participações especiais, terá um repertório escolhido a dedo pela cantora. "Acho que consegui montar uma coisa bem eclética, que tem música pra cima, música romântica e tudo foi escolhido com muito carinho", afirmou.
A cantora é uma das atrações desta sexta-feira (16), no Boteco do Jeff, localizado na Rua Rio Javari, Vieralves. No sábado (17), Vanessa apresenta o Baile do Moai, no Moai Restobar e no domingo (18), a cantora cumpre agenda no Caneco do Jonas, no Parque 10. Maiores informações: 99265-7071. 

Eros Prado, do Pânico da Band, chega ao Moai neste domingo

A casa mais charmosa de Manaus, o Moai Restobar  apresenta pela primeira vez, Eros Prado, o Inconveniente, do Pânico na Band, junto com a banda “Pagode da Ofensa”.  O “grupo” de músicos se apresenta neste domingo (18), a partir das 17h, na casa que está localizada na Avenida do Turismo, 5625, ao lado do Expresso Tarumã, zona centro oeste da cidade.
O ator e humorista Eros Prado é conhecido como Inconveniente do programa Pânico na Band. Durante a apresentação, são feitos improvisos com canções e letras que tiram sarro com o público presente, fazendo um grande espetáculo diferente e único em cada apresentação.
Pagode da Ofensa se apresenta pela primeira vez no Moai

Ao longo do show, são abordados temas como tabu, mitos e verdades, claro, com muito bom humor e de maneira totalmente “inconveniente”, marca registrada do ator.
Os ingressos custam R$ 80 (inteira), R$40 (meia) e mesa com quatro lugares R$140. Maiores informações: 98117-2627. 

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Pagode do Coronel agita a noite de sexta-feira

Uma roda de samba, muita gente bonita e uma maratona de mais oito horas de festa. Assim vai ser nesta sexta (16), a partir das 20h,30 no Pagode do Coronel. A festa reunirá as melhores bandas de pagode da cidade. Os nomes na lista vip nas redes sociais da casa custam apenas R$ 10 até às 23h. Após esse horário passam a custar R$20 preço único.

O grupo Loka Tentação dará ínicio a roda de samba Na sequência, Auzier e grupo Cacildis irão abrilhantar ainda mais a festa. No repertório, o melhor do samba e pagode.

A casa oferece um ambiente totalmente familiar e está localizada na Avenida Japurá, 676, Centro. Maiores informações pelos telefones 99135-5703 e 99165-3111.

Cassação do governador José Melo volta à pauta do TSE

O recurso do governador do Amazonas, José Melo (Pros), no processo em que ele teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE), em janeiro deste ano, entrou novamente em pauta em Brasília. A informação foi publicada, ontem, no Diário Oficial do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), porém, o recurso ainda não tem data para ser de fato julgado.
O artigo 18 da Resolução-TSE nº 23.478/2016, diz que uma vez publicados no Diário Eletrônico, os processos devem obedecer um prazo de 24h para serem julgados no Plenário da Corte. O advogado de defesa de José Melo, Yuri Dantas, explica que não há uma ideia de quando o processo possa ser julgado, mesmo após ele ter sido publicado na pauta do Tribunal. 
“Foi publicado a pauta e ela precisa desse intervalo de 24h. O processo está pronto e pode ser julgado a qualquer momento. Não há uma data específica. O que se sabe é que após as 24h ele já está pronto para ser julgado”, disse. 
O advogado tem a esperança de que o Tribunal julgue procedente todos os fatos do recurso apresentado. “Esperamos que o recurso que apresentamos seja vitorioso”, disse Dantas, ressaltando acreditar que a decisão que foi tomada, em outubro, no Tribunal de Regional Eleitoral do Amazonas (TRE) de não cassar o governador se repita no TSE. No julgamento em questão no TRE, Melo e seu vice, Henrique Oliveira (SD), foram absolvidos pelo voto de minerva do presidente do TRE, desembargador Yedo Simões.
O advogado Daniel Nogueira, que conduziu o processo em Manaus representando a coligação ‘Renovação e Experiência’ do então candidato ao governo do Estado, em 2014, ex-ministro de Minas e Energia, senador Eduardo Braga (PMDB), não quis comentar o julgamento do recurso afirmando que a equipe jurídica de Brasília está cuidando do caso. 
No processo no TSE, o Ministério Público Eleitoral (MPE) apontou que Melo é acusado de abuso de poder econômico e político. O parecer da Procuradoria Geral Eleitoral (PGE) é pela rejeição do recurso ordinário, optando pela manutenção da cassação de José Melo e Henrique Oliveira, que foi interposta em uma representação ingressada pela coligação ‘Renovação e Experiência’.
 No dia 25 de janeiro, o TRE-AM decidiu, por cinco votos a um, cassar os mandatos do governador e do vice-governador, por compra de votos. O processo é originado em ação de policiais federais às vésperas do segundo turno das eleições de 2014, quando  apreenderam  R$ 11,7 mil e documentos que incluíam notas fiscais, listas de eleitores e recibos com assinaturas da empresária Nair Blair e do irmão do governador, Evandro Melo, onde se caracterizou compra de votos e a ação foi motivo para que a coligação de Braga pedisse a cassação de Melo.

Vanessa Auzier cumpre agenda extensa no final de semana

Após lançar carreira solo, a cantora Vanessa Auzier vem conquistando sucesso e reconhecimento do público amazonense e cumpre uma extensa agenda de apresentações nas melhores casas noturnas. Conhecida entre os fãs do samba e pagode, Auzier iniciou sua carreira em barzinhos e já tocou em bandas de pagode como Frenesi  e Nossa Amizade e de lá pra cá não parou mais.
Para Vanessa, o projeto é a realização de um sonho. A cantora afirmou que a formação da banda tem a sua marca. "Quase todo mundo sonha em fazer um projeto só seu e a ideia é preparar algo que o público goste e bem parecido comigo", contou.

Vanessa Auzier segue carreira solo

O show que sempre conta com participações especiais, terá um repertório escolhido a dedo pela cantora. "Acho que consegui montar uma coisa bem eclética, que tem música pra cima, música romântica e tudo foi escolhido com muito carinho", afirmou.

A cantora é uma das atrações desta sexta-feira (16), no Boteco do Jeff, localizado na Rua Rio Javari, Vieralves. No sábado (17), Vanessa apresenta o Baile do Moai, no Moai Restobar e no domingo (18), a cantora cumpre agenda no Caneco do Jonas, no Parque 10. Maiores informações: 99265-7071. 

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

TRF julga hoje habeas corpus de Sérgio Cabral, sua esposa e dois outros réus

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) julga hoje (14) o mérito do habeas corpus pedido pelas defesas do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, sua esposa Adriana Ancelmo e de dois outros réus da Operação Calicute. Os pedidos de liberdade provisória e de medidas alternativas à prisão (como prisão domiciliar) já tinham sido negados em caráter liminar.
Cabral, Adriana, José Orlando Rabelo e Paulo Fernando Magalhães Pinto tiveram prisão preventiva decretada pela 7ª  Vara Federal do Rio de Janeiro, depois de terem sido denunciados pelo Ministério Público Federal. Eles respondem pelos crimes de lavagem de dinheiro e associação criminosa. Cabral também responde por corrupção passiva.
Procuradoria Regional da República da 2ª Região defende que os quatro réus continuem presos sem o benefício da prisão domicilicar, segundo nota divulgada pelo Ministério Público Federal.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Oposição ameaça obstruir votação da PEC da Previdência

A delação premiada do ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Cláudio Melo Filho deve trazer resistências à aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados. Oposição e PSB, partido que tem votado com o governo Michel Temer, já falam em obstruir a votação do projeto.
A proposta será lida na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa nesta segunda-feira (12), e deputados governistas devem pedir vista (tempo para análise) para, após duas sessões do plenário, haver a votação na quarta-feira.
O deputado Júlio Delgado (PSB-MG), um dos quatro integrantes do partido na Comissão de Constituição e Justiça, afirmou que a delação agrava a crise política. “Temos clima para votar uma reforma que mexe tanto com as pessoas? Não adianta correr igual coelho, para depois a aposentadoria do cidadão ser a passo de tartaruga”, questionou o parlamentar.
O PR ainda não está decidido quanto ao tema, mas o deputado Delegado Waldir (PR-GO) disse ver motivos para a comissão não aprovar a matéria. “Eu penso que o governo está abalado, treme com as delações premiadas trazidas pela Odebrecht. Acho que deveríamos adiar esta discussão para 2017, até que nós tenhamos mais estabilidade”, declarou.
Com sete integrantes na Comissão de Constituição e Justiça, o PT vai entrar com um “kit obstrução” da votação da PEC, segundo informou o líder do partido na Câmara, deputado Afonso Florence (BA).

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Uendel Pinheiro lança seu segundo CD neste sábado

O cantor e compositor de samba e pagode, Uendel Pinheiro, há 10 anos atuando no cenário de Manaus, lança seu segundo CD com músicas autorais, neste sábado (10), a partir das 17h, na inauguração da sua roda de samba “Meia noite acaba”, localizada na Av. Nilton Lins, 3855, Parque das Laranjeiras, em frente ao Posto Shell.
Uendel garante que a festa de lançamento do CD “Casa, varanda e jardim” e a inauguração da roda de samba, será muito especial. “Tudo foi feito com muito carinho. As canções dirigidas e produzidas por mim. Ao todo, serão seis faixas, todas de minha autoria e partir do dia próximo dia 10, estarão disponíveis nas plataformas digitais: Google Play, Itunes, Deezer, Spotify, Shazzam, You Tube e outros.

Uendel Pinheiro irá lançar seu novo CD e inaugurar sua roda de samba
Ainda de acordo com o músico, a roda de samba “Meia noite acaba” acontecerá todos os sábados, sempre a partir das 17h e terminado às 0h. Os grupos Pagode dos Amigos, Cacildis e Jyou Guerra irão fazer participações especiais e prometem não deixar ninguém parado. “Isso era um sonho antigo e uma coisa que as pessoas sempre me pediam. Agora vou concretiza-lo”, disse. 
Na compra do ingresso, ganha um CD. O Vip custa R$20 e o Premium R$40, preço único. Informações e reservas: 99283-4304 e 98408-0007. 


terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Vozes d'África


 Por Castro Alves

Deus! ó Deus! onde estás que não respondes?
Em que mundo, em qu'estrela tu t'escondes
Embuçado nos céus?
Há dois mil anos te mandei meu grito,
Que embalde desde então corre o infinito...
Onde estás, Senhor Deus?...

Qual Prometeu tu me amarraste um dia
Do deserto na rubra penedia
— Infinito: galé! ...
Por abutre — me deste o sol candente,
E a terra de Suez — foi a corrente
Que me ligaste ao pé...

O cavalo estafado do Beduíno
Sob a vergasta tomba ressupino
E morre no areal.
Minha garupa sangra, a dor poreja,
Quando o chicote do simoun dardeja
O teu braço eternal.

Minhas irmãs são belas, são ditosas...
Dorme a Ásia nas sombras voluptuosas
Dos haréns do Sultão.
Ou no dorso dos brancos elefantes
Embala-se coberta de brilhantes
Nas plagas do Hindustão.

Por tenda tem os cimos do Himalaia...
Ganges amoroso beija a praia
Coberta de corais ...
A brisa de Misora o céu inflama;
E ela dorme nos templos do Deus Brama,
— Pagodes colossais...

A Europa é sempre Europa, a gloriosa! ...
A mulher deslumbrante e caprichosa,
Rainha e cortesã.
Artista — corta o mármor de Carrara;
Poetisa — tange os hinos de Ferrara,
No glorioso afã! ...

Sempre a láurea lhe cabe no litígio...
Ora uma c'roa, ora o barrete frígio
Enflora-lhe a cerviz.
Universo após ela — doudo amante
Segue cativo o passo delirante
Da grande meretriz.

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Favela Vieralves comemora dois anos de muito sucesso

Para quem deseja saborear uma cerveja estupidamente gelada e um bom samba, em um ambiente climatizado, a pedida é o Favela Vieralves, localizado na Rua Acre, esquina com a Rio Mar, Vieralves. Neste sábado (3), a partir das 15h, a casa que é referência e reduto dos amantes do bom samba e pagode, irá comemorar o aniversário de dois anos de sucesso. 
Durante a programação de aniversário, serão quase 10 horas de muito samba no pé, com as atrações: Pagode dos Amigos, Galáticos do Samba e Grupo Cacildis.  As três bandas se revezam na roda de samba para tocar grandes sucessos do pagode romântico ao partido alto. Uendel Pinheiro, Ângelo Márcio e Xandy (Agora é noiz) fazem participação especial e prometem um repertório pra lá de especial.
Uendel Pinheiro é um dos convidados da festa de aniversário

Um dos sócios da casa, Junior Mindu, destacou a satisfação de comemorar os dois anos do espaço, e lembra que o local sempre busca trazer as melhores atrações para agradar o público. “Poder fazer um evento, comemorar com um bom samba e pagode junto de todos os nossos amigos e clientes, é um presente muito grande”, disse.

SERVIÇO
Aniversário do Favela Bar

QUANDO:
Sábado (3), a partir das 15h
ONDE:
Favela Bar. Rua Acre, esquina com a Rio Mar. Vieralves
QUANTO
R$ 10 couvert
INFORMAÇÕES: 99476-1212

Prefeito discute com Temer R$ 152 milhões para ruas do Distrito Industrial

O prefeito Arthur Virgílio Neto (PSDB), acompanhado do senador Eduardo Braga (PMDB/AM) e do deputado federal Marcos Rotta (PMDB/AM), foi recebido no Palácio do Planalto, ontem,  pelo presidente da República, Michel Temer. No Palácio do Planalto, eles acertaram a liberação de R$ 152 milhões para que as ruas do Distrito Industrial de Manaus 1 (DI) sejam revitalizadas. Também participou da reunião a primeira-dama de Manaus, Elizabeth Valeiko.  
 
Segundo Arthur, a Prefeitura quer a liberação de R$ 150 milhões do Ministério do Planejamento à Suframa. Com isso,  pode fazer um convênio para a execução dos serviços de revitalização das ruas do DI.  

“Eu destaco a presença do senador Eduardo Braga juntamente com vice-prefeito eleito, Marcos Rotta. Juntos, fomos ao presidente Temer para apresentar a ele a necessidade de recursos preciosos para a cidade de Manaus. Ele foi muito atencioso e compreensivo com os nossos problemas, o que indica possíveis liberações de recursos. Já fizemos aquilo que podíamos no Distrito, como a Avenida Buriti, Bola do Armando Mendes e a implantação de luminárias LED. Agora, precisamos de mais recursos”, disse Arthur.
“Não há nenhuma pendência, nem financeira nem orçamentária, para que o recurso não seja liberado. Só faltava mesmo o decreto”, afirmou  Braga. 
 
Durante esta semana, o prefeito fez visitas aos ministérios das Cidades, Saúde, Turismo, Educação e Fazenda. O último encontro aconteceu ontem, quando ele foi ao Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão, onde a bancada amazonense conversou com o ministro Dyogo Oliveira.

“Fomos muito bem recebidos pelo ministro, que nos deu total atenção e nos deixou esperançosos de vermos atendidas as demandas da nossa cidade. Foi uma semana muito positiva com encontros que sinalizam uma grande aproximação da nossa gestão junto ao governo federal. O próprio ministro Dyogo acenou de forma positiva para a liberação de recursos que possibilitarão o asfaltamento do Distrito”, enfatizou o prefeito.
 O deputado federal e futuro vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta, destacou o momento importante que vive a bancada federal do Amazonas. “Estamos aproveitando esse momento ímpar que vive a nossa bancada, pois temos o senador Eduardo Braga como relator-geral do orçamento. Sem dúvida alguma essa posição de destaque dentro do Congresso Nacional nos faz abrir  portas para conseguir recursos para Manaus”, afirmou.

Shows no Moai celebram o Dia Nacional do Samba

Para celebrar a data em alusão ao Dia Nacional do Samba, comemorado em 2 de dezembro, o Moai Restobar, localizado na Avenida do Turismo, Tarumã,  reúne shows especiais para a data e promete surpreender os frequentadores da casa. Os eventos começam nesta sexta (2), a partir das 21h, com cantor Gui na Sexta Prime e vão até domingo (4), com o Moai 40 graus.

Cantor Gui inicia os shows em homenagem ao Dia Nacional do Samba
Em comemoração a data, a cantora Vanessa Auzier se apresenta neste sábado (3), a partir das 20h no Baile do Moai, com o melhor do samba rock e gafieira. Vanessa conta que quem for à casa irá se divertir muito com a mistura de estilos. “O repertório foi feito com muito carinho para todos os estilos de música e promete agradar todos os gostos. Quem for ao Moai irá ouvir do Seu Jorge a Zeca Pagodinho”, ressaltou.
 Referência do samba e pagode, o Moai Restobar promove todos os domingos a tradicional roda de samba. Sempre a partir das 14h, a casa incendeia com o Moai 40 graus. Neste domingo (4), a casa apresenta o grupo Vem K Sambar e Gil Andrade (ex Stylo do Samba). A entrada custa R$20 preço único. Nomes nas listas disponíveis nas redes socais da casa tem desconto. Mulheres não pagam e homens pagam somente R$10 até às 18h. Maiores informações: 99135-5703.

A rapaziada do Vem K Sambar se apresenta no domingo faz o melhor do pagode no Moai 40 graus



Renan Calheiros vira réu no Supremo pela primeira vez

Por 8 votos a 3 , o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu, nesta quinta-feira (1º), aceitar denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) em 2013 contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), pelo crime de peculato. Com a decisão, o senador se torna réu na Corte pela primeira vez.
Apesar de aceitar a denúncia por peculato, a Corte também entendeu, seguindo voto do relator, ministro Edson Fachin, que as acusações de falsidade ideológica e uso de documento falso prescreveram em 2015, oito anos depois de a infração ter sido cometida.
A Corte julgou, nesta tarde, denúncia na qual Renan é acusado de usar o lobista de uma empreiteira para pagar pensão a uma filha que teve fora do casamento. Ele também é acusado de ter adulterado documentos para justificar os pagamentos. O caso foi revelado em 2007. Na época, as denúncias levaram Renan a renunciar à presidência do Senado.

Votos a favor da denúncia
Para o relator do inquérito, Edson Fachin, as provas apresentadas no processo mostram que há indícios de que Renan Calheiros usou em 2007 notas fiscais para mascarar desvios de verba indenizatória do Senado para simular os contratos de prestação de serviços de locação de veículos.
“A denúncia imputa ao acusado a celebração de mútuo fictício com a empresa Costa Dourada Veículos para fim de, artificialmente, ampliar sua capacidade financeira e justificar perante o Conselho de Ética do Senado capacidade de arcar com o pagamento de pensão alimentícia”, disse o ministro.
O ministro Luiz Roberto Barroso votou diferentemente do relator, aceitando a denúncia em relação aos três crimes. “Considero como documentos públicos um número maior do que o relator considerou”, disse Barroso para justificar sua decisão. Os crimes de falsidade ideológica e uso de documento falso só estariam prescritos se os documentos que embasam essas acusações forem considerados particulares.
Apesar de acompanhar o relator, o ministro Teori Zavascki disse que a denúncia apresentada pelo Ministério Público "não é um modelo de denúncia" e disse que "os indícios são precários e estão no limite". Zavascki, que é relator da Operação Lava Jato, também disse que a Corte não pode ser responsabilizada pela demora no julgamento do processo.
“Dos 100 inquéritos que tenho aos meus cuidados envolvendo pessoas com prerrogativa de foro, 95 não estão em meu gabinete e cinco estão de passagem, e apenas dois dependem de exame de recebimento da denúncia. O Supremo é juiz, não é investigador, não é ele que busca a prova, é ele que julga”, explicou.
Rosa Weber, Luiz Fux, Marco Aurélio, Celso de Mello e presidente do STF, Cármen Lúcia, também acompanharam o voto do relator pelo recebimento parcial da denúncia.

Votos contra a denúncia
Os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski votaram pela rejeição total da denúncia por entenderem que não há indícios para o recebimento da denúncia.
Toffoli considerou as acusações como "criação mental" do Ministério Público. "Não se logrou na investigação provar que o serviço [da locadora de veículos] não foi prestado, mas, como não houve trânsito de valores em contas bancárias, deduz [-se] que o serviço não foi prestado para o recebimento da denúncia", disse Toffoli.
Lewandowski criticou a falta de provas na denúncia e disse que "houve certa criatividade" por parte da PGR. "Por mais contundentes que sejam os indícios de prática criminosa, o inquérito não pode se transformar em instrumento de devassa na vida do investigado, como se todos os atos profissionais e sociais por ele praticados ao longo de anos fossem suspeitos ou merecessem esclarecimentos. A denúncia deve ser objetiva", afirmou.
Para Gilmar Mendes, a PGR deveria ter "honestidade intelectual" de pedir o arquivamento. "Nós temos um clássico caso de inépcia, já reconhecido pelo relator [Fachin], quando disse que [a prova] está na zona limítrofe, na franja."

Acusação
Na denúncia formalizada em 2013, a Procuradoria-Geral da República acusou Renan dos crimes de falsidade ideológica e uso de documento falso, por utilizar meios fraudulentos para justificar a origem de R$ 16,5 mil pagos mensalmente à jornalista Mônica Veloso entre janeiro de 2004 e dezembro de 2006.
Em processo aberto no Conselho de Ética do Senado quando o caso veio à tona, em 2007, Renan apresentou recibos de venda de gado para comprovar uma renda compatível com os pagamentos. Segundo laudo pericial da PGR, os documentos são falsos e não correspondem a transações comerciais verdadeiras. Um dos compradores teria negado expressamente a compra de cabeças de gado do senador.
A PGR acusou ainda Renan do crime de peculato, por ter desviado, entre janeiro e julho de 2005, a verba indenizatória a que tem direito como senador. Apesar de ter apresentado notas fiscais para comprovar o aluguel de dois veículos, os investigadores alegam que os documentos, no valor de R$ 6,4 mil cada, são fraudulentos.
"Não foram encontrados lançamentos que possam comprovar a entrada e saída de valores [nas contas da locadora de veículos e do senador], situação que comprova que a prestação de serviços não ocorreu”, disse o vice-procurador-geral da República, José Bonifácio Borges de Andrada, ao ler o relatório da PGR, durante a sessão.

Defesa
Durante o julgamento, o advogado do presidente do Senado, Aristides Junqueira, defendeu o arquivamento de toda a denúncia por falta de provas. “Quando se recebe uma denúncia inepta o constrangimento é ilegal. Não há indícios suficientes sequer para o recebimento da denúncia”, disse Junqueira.

“Coronel” realiza festa para comemorar o Dia do Samba

O Pagode do Coronel, localizado na Av. Japurá, Centro, traz uma programação comemorativa nesta sexta (2), a partir das 20h30, em homenagem ao Dia Nacional do Samba. A noite será marcada por uma mistura de estilos e vários músicos estarão reunidos em uma deliciosa roda de samba embalada pelo grupo Loka Tentação, Lucinho do Samba e Vem K sambar.

O grupo Vem K Sambar promete muito agito na noite desta sexta-feira

O evento contará ainda com as participações especiais de Paulo Kabessa, Mestre Arnoldo, Júnior Rodrigues e Uendel Pinheiro. No repertório, canções que fizeram sucesso na voz de Almir Guineto, Arlindo Cruz, Diogo Nogueira, Zeca Pagodinho, Revelação, Balacobaco,  Dilsinho, Ferrugem, Alcione, Exaltasamba e muito mais.

Os ingressos estão à venda na bilheteria do Pagode do Coronel e o público pode pagar meia entrada mediante nomes na lista vip, disponível nas redes sociais da casa ou através do whatsapp 99135-5703.