sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Loka Tentação lança CD “Retrô” neste domingo no Moai

AGENDA CULTURAL

Neste domingo (23), o Moi Restobar será palco de uma roda de samba com gostinho de saudade. É o lançamento do CD “Retrô” do Grupo Loka Tentação, que leva grandes sucessos da década de 90 para o público manauara. O evento pretende fazer uma viagem ao tempo dos grupos e pagodeiros que marcaram época. 
Com 13 anos de estrada, o Loka Tentação é formado por Jean (vocalista), Cassiano (voz e violão), Rodrigo (voz e cavaco) e Deive (Surdo). Durante a gravação, o grupo fará uma seleção de sucessos dos cantores Ferrugem, Dilsinho e grupos como Imaginasamba, Tá na Mente, Sorriso Maroto, entre outros reconhecidos do pagode brasileiro. As canções “Se acabou”, “Cadê Você” e “Minha Menina”, são algumas das composições próprias que também estarão nesse novo trabalho.
Loka Tentação (foto divulgação)
Os grupos Joia Rara e Vem K Sambar também são atrações da festa. Nos intervalos, o DJ Vitor Paz agitará a pista com os melhores ritmos do momento. No repertório, o de sempre: as músicas que todo mundo sabe de cabeça.

A casa está localizada na Avenida do Turismo, 5625, Tarumã. Os ingressos podem ser adquiridos pelo valor de R$ 30, mas o Moai dispõe de lista vip nas redes sociais. Mulheres com nomes na lista não pagam até 19h e homens pagam apenas R$15. Basta acessar @moairestobar e o www.facebook.com/moairestobar.  Maiores informações: 98117-2827. 

“Meia Noite Acaba” reúne roqueiros e sambistas neste sábado

AGENDA CULTURAL

Pensando em que não foi para o Rock In Rio, a roda de samba “Meia Noite Acaba”, (Avenida Nilton Lins, 3855, Parque das Laranjeiras), resolveu inovar e novamente misturar estilos. Formada pelos irmãos Arlley e Arisson Souza e com mais de 16 anos levantando a bandeira do rock no Amazonas, a Critical Age é a convidada deste sábado (23), a partir das 19h. A banda fará participação especial juntamente com Uendel Pinheiro e os Jamblacks.
Critical Age (foto divulgação)
Para Eduardo César, um dos responsáveis pelo evento, a intenção dessa mistura na roda de samba é celebrar e reviver momentos de glória nas noites do Rock In Rio. “Os músicos irão tocar as músicas que a galera gosta e que tocamos no decorrer da nossa roda de samba e é claro, também muito rock. Só temos a agradecer ao público que sempre está presente. Vamos fazer essa noite ser inesquecível. Espero que todos gostem e aproveitem, pois teremos convidados especiais que a galera sempre pede”, ressalta.
Os ingressos individuais custam R$20 preço único. A casa dispõe de lista vip nas redes sociais. Informações e reservas pelo telefone 98408-0007. 

Morena

Guerra Junqueiro


Não negues, confessa 
Que tens certa pena 
Que as mais raparigas 
Te chamem morena. 

Pois eu não gostava, 
Parece-me a mim, 
De ver o teu rosto 
Da cor do jasmim. 

Eu não... mas enfim 
É fraca a razão, 
Pois pouco te importa 
Que eu goste ou que não. 

Mas olha as violetas 
Que, sendo umas pretas, 
O cheiro que têm! 
Vê lá que seria, 
Se Deus as fizesse 
Morenas também! 

Tu és a mais rara 
De todas as rosas; 
E as coisas mais raras 
São mais preciosas. 

Há rosas dobradas 
E há-as singelas; 
Mas são todas elas 
Azuis, amarelas, 
De cor de açucenas, 
De muita outra cor; 
Mas rosas morenas, 
Só tu, linda flor. 

E olha que foram 
Morenas e bem 
As moças mais lindas 
De Jerusalém. 
E a Virgem Maria 
Não sei... mas seria 
Morena também. 

Moreno era Cristo. 
Vê lá depois disto 
Se ainda tens pena 
Que as mais raparigas 
Te chamem morena! 

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Cabral é condenado a 45 anos de prisão por crimes investigados na operação" Calicute"

O ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, foi condenado nesta quarta-feira (20) por crimes investigados pela Operação "Calicute", um dos desdobramentos da Lava Jato. Cabral foi condenado a 45 anos e 2 meses de reclusão, além de multa, por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e pertencimento a organização criminosa.

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

Buxixo - Nova casa de show inaugura nesta sexta

Uma nova casa de shows chega à capital amazonense. O Buxixo Music Food Drink, abre nesta quarta (20), a partir das 21h. Jardel e banda, Xiado da Xinela, Mão pra Riba e ainda DJ Fernando Araújo tocam no espaço. Olocal que irá trazer shows de bandas já consagradas na cidade está localizado na Avenida Tancredo Neves, 1582, Pátio Manaus, no Parque 10, (antigo Caneco do Jonas).
A nova casa em princípio também funcionará com apresentação de outros estilos musicais, como Pop Rock e sertanejo. O local, conta com tecnologia de som e iluminação de última geração, além de ambientes interligados. São lounges aconchegantes, pista de dança, camarotes e área exclusiva para fumantes.
Jardel Santos(foto divulgação)

Um dos grandes diferenciais do Buxixo está na gastronomia. Apesar de ser uma casa de shows, o local oferece um serviço de culinária feito sob comando dos melhores chef’s do mercado amazonense. Destaque também para o cardápio de bebidas, que terá drink’s diversificados, cervejas nacionais e importadas e todas as marcas de uísque.
O Buxixo irá abrir para o público de quarta a sábado. Porém, em alguns casos de shows nacionais, a casa poderá abrir em outro dia da semana, como também em vésperas de feriados, explicou Gerson Sampaio, sócio do estabelecimento.
Os ingressos custam R$30 preço único. Maiores informações: 98143-3602.

A Duas Flores


São duas flores unidas
São duas rosas nascidas
Talvez do mesmo arrebol,
Vivendo,no mesmo galho,
Da mesma gota de orvalho,
Do mesmo raio de sol.

Unidas, bem como as penas
das duas asas pequenas
De um passarinho do céu...
Como um casal de rolinhas,
Como a tribo de andorinhas
Da tarde no frouxo véu.

Unidas, bem como os prantos,
Que em parelha descem tantos
Das profundezas do olhar...
Como o suspiro e o desgosto,
Como as covinhas do rosto,
Como as estrelas do mar.

Unidas... Ai quem pudera
Numa eterna primavera
Viver, qual vive esta flor.
Juntar as rosas da vida
Na rama verde e florida,
Na verde rama do amor!
Castro Alves ALVES, C., Espumas Flutuantes, 1870.

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Dodge mantém dois auxiliares de Janot na equipe da Lava Jato

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, oficializou nesta terça-feira (19) os nomes dos integrantes do Ministério Público Federal (MPF) que atuarão exclusivamente no grupo de trabalho da Operação Lava Jato nos próximos dois anos. A nova chefe do Ministério Público manteve dois nomes da equipe do seu antecessor, Rodrigo Janot: Maria Clara Barros Noleto e Pedro Jorge do Nascimento Costa.

A confirmação dos procuradores da República que irão comandar a Lava Jato na Procuradoria Geral da República (PGR) foi publicada na edição desta terça (19) do "Diário Oficial da União".

Raquel Dodge trocou a maioria dos integrantes do grupo de trabalho da Lava Jato a pedido dos próprios procuradores, mas determinou que parte da equipe de Janot conduza um grupo de transição das informações, incluindo as sigilosas, pelo período de 30 dias.

A publicação no "Diário Oficial" oficializa, assim, os investigadores anunciados em agosto pela própria PGR para atuar em inquéritos de políticos que têm direito ao foro privilegiado.

Os seis novos integrantes escolhidos por Dodge para a Lava Jato são:


- Raquel Branquinho, supervisora
- José Alfredo de Paula Silva, novo coordenador do grupo
- Marcelo Ribeiro de Oliveira
- Hebert Reis Mesquita
- José Ricardo Teixeira Alves
- Luana Vargas Macedo


Entre os membros da nova equipe, Raquel Branquinho e José Alfredo tiveram atuações importantes no escândalo do mensalão. José Alfredo e Hebert Reis também atuaram na Operação Zelotes, em 2015.


Enquanto José Alfredo assume a coordenação do grupo, Branquinho acumula a função de secretária de Função Penal Originária no Supremo Tribunal Federal (STF), órgão a quem a equipe está subordinada.

Na portaria publicada nesta terça-feira, Raquel Dodge atribuiu a sua equipe cinco atividades principais: realizar oitivas e participar de outros atos de produção de prova necessários; participar de audiências judiciais; responder a expedientes ordinários; requisitar informações e documentos de interesse das investigações desenvolvidas pelo grupo de trabalho; participar de atos instrutórios objetivando a celebração de acordos de colaborações premiadas.


O grupo de transição será formado pelo agora ex-coordenador da Lava Jato na PGR Sérgio Bruno Cabral Fernandes e pelos investigadores Wilton Queiroz de Lima, Melina Castro Montoya Flores, Rodrigo Telles de Souza, e Fernando Alves de Oliveira Júnior.

Com os integrantes do grupo de transição, hoje existem 13 procuradores devidamente designadas para atuar nas investigações da Lava Jato em Brasília. Ao fim do prazo para a troca de informações entre as duas equipes, outros nomes podem ser efetivados na Lava Jato.